terça-feira, 29 de junho de 2010

Renda Apoiada - Suspensão historica.


APROVAÇÃO HISTÓRICA PELA SUSPENSÃO DA APLICAÇÃO  DA RENDA APOIADA NA ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE LISBOA.

 .toda a informação AQUI

         

Trabalhadores da Brasileira protestam contra a repressão.


O presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Hoteleira Turismo e Similares, Rodolfo Caseiro, disse: “Houve 30 trabalhadores que se sindicalizaram em janeiro de 2009 e a partir daí a gerência começou com a retaliação, com as repressões e chantagens. Coisas do tipo: quem é sindicalizado não tem aumentos salariais, quem é sindicalizado tem trocas de horários sem acordo”.
Rodolfo Caseiro acrescentou que, além de "exercer pressão psicológica sobre os seus trabalhadores", a gerência "pratica horários superiores a 40 horas semanais; não paga feriados; não aplica as remunerações mínimas previstas no Código de Trabalho; marca faltas sem que os trabalhadores tenham faltado; não paga subsídio noturno nem alimentação nas férias".
O presidente do sindicato anunciou que os trabalhadoresvão pedir audiências aos grupos parlamentares, ao provedor de Justiça, ao Procurador Geral da República e ao presidente da Câmara de Lisboa.

Ler na íntegra aqui .

"A crise está a ser aproveitada para impor à Europa e aos países mais frágeis um plano de austeridade que trará consigo mais recessão e desemprego"

segunda-feira, 28 de junho de 2010

A propósito da renda apoiada.

Eis algumas quadras soltas que alguém plantou no Blog "Fénix das Amendoeiras". Aqui vão elas bem a propósito:
I
Ele é um grande "Galdério"
Pouco tem feito na Junta
Organiza o Passeio Mistério
Para ter muita gente junta...

II
No Bairro do Armador
Tem feito algumas coisinhas
Passeia com ar superior
E bebe as suas pinguinhas...

III
Apoia muito o folclore
E a musica da concertina
Ele sabe os nomes de cor
De quem lhe passa brilhantina...

IV
No Bairro das Amendoeiras
Ele não tem feito lá nada
Juntou três Ovelhas matreiras
Que trazem a Malta enganada...

V
Na Junta tem maioria
Graças aos que vai e empurra
A desgraça da Freguesia
É ter muita Gente burra...

VI
A Malta não abre o olho
E continua a votar
Entre os cegos ele é zarolho
É isso que o faz ganhar...

VII
Muita parra e pouca uva
Diz o Povo com razão
Ele é que é o manda-chuva
Mas trabalhar é que não...

VIII
O Bairro do Olival
Ele não sabe onde fica
Será que é na zona Oriental?
Não! isso fica lá para Benfica...


                                              Bloco de Esquerda.
                                              Vale a pena lutar!

domingo, 27 de junho de 2010

Marvila tem muita gente idosa e não pode continuar a aceitar esta vergonha por parte do metro de Chelas.


Escadas rolantes paradas. Elevadores que não funcionam. Pagamos o bilhete para quê?

Novo blogue contra a renda apoiada.



Aqui .

Portagens nas SCUTS: faltam 3 dias.

Porque morreu Huang Dinqin?


Autor: Banksy.

A propósito do artigo de Jérôme Duval, Damien Millet e Sophie Perchellet (Esquerda.net) sobre a diminuição dos direitos laborais dos cidadãos europeus, deixo aqui a história paradigmática de Huang Dinqin, publicada no Courrier deste mês:

"Huang Dingqin nunca conheceu a riqueza. Nascida na província de Shaanxi (no norte da China), mudou-se com o marido para Fujiang (na costa sudoeste). Aí conseguiu fundar uma família, mas nunca saiu da miséria. E tinha grandes problemas: por causa de um acidente de trabalho, estava a ver cada vez pior, mas não ousava pedir uma indemnização à fábrica onde trabalhava. 

Repetidamente tinha pedido um aumento de cinco yuans (cerca de 50 cêntimos) para que o seu salário fosse igual aos dos outros colegas que tinham as mesmas funções que ela. Mas os seus pedidos foram sempre recusados e acabou por ser despedida.

Apesar de despedida, huang Dinqin continuou a ir trabalhar. Tiraram-lhe a carteira, mas ela passou a levar uma de casa e continuou a trabalhar sem acreditar que seria possível não lhe pagarem. Esta mulher de 42 anos, mãe de dois filhos, sustento da família, esperava copnseguir inverter o desfecho desfavorável. Era penoso vê-la, mas a sua actitude mantinha-se inalterável. Até que a fábrica acabou por chamar a polícia e apresentar queixa dela em tribunal. 

Na manhã de 3 de Abril foi com espírito determinado que subiu até ao segundo andar dum edifício local. Poucos segundos depois lançava-se de uma janela." 

In Courrier Internacional, n.º 172. Junho 2010.

Uma pergunta apenas: É este progresso de pretendemos?
MB

sábado, 26 de junho de 2010

Louise-Michel: já te apeteceu matar o patrão?


Por detrás do cómico está a crítica da exploração globalmente organizada que impede a relação directa entre patrões e trabalhadores enganados e despedidos, antes mediada pelos “directores de recursos humanos”, da acção cruel do patrão rico que despede enquanto continua a enriquecer à beira da piscina, das 45h de trabalho semanais de Louise. Está também a crítica da rotina dos dias cinzentos que “não é vida”, do tráfico de pessoas e a da opressão dos géneros estereotipados.

A proposta de Louise é radical, as suas acções selvagens. Mas a impunidade do patrão também é brutal e as suas acções são cotadas na bolsa! 
Louise-Michel marcou presença na última edição do Festival de Cinema Independente IndieLisboa e estreará no próximo dia 1 de Julho nos cinemas.

Ler artigo aquitrailler aqui.

E nessas tuas reflexões não te ocorreu ires embora?




Sócrates no parlamento.

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Lufada de ar quê?!?


Se a era Sócrates significou retrocessos nos direitos sociais em diversos domínios, os anos de Passos prometem ser bem piores. Tendo como referência o desmantelamento do Estado-Providência que Sócrates por vezes esforça-se por disfarçar, o novo líder do PSD já demonstrou que fá-lo-á sem grandes parcimónias. Podemos de facto esperar verdadeiras lufadas de Passos Coelho, não haja dúvidas a este respeito… Mas certamente terão muito pouco de “ar fresco” .

João Ricardo Vasconcelos.
Ler artigo em Esquerda.net .

SCUTs e portagens: o pior de tudo é juntar o PS e o PSD.


O debate não é novo. E tudo nasce de muitos erros, e erros graves para o país.

O primeiro erro é construir auto-estradas a mais. Temos das maiores, senão a maior capitação de quilómetros de auto-estradas na Europa. Venceu assim o lobby da construção civil, que ganhou uma renda por mais de quarenta anos. Mas não era preciso. Bastava ser sensato: pode-se construir estradas rápidas e seguras que não sejam auto-estradas, e é o que se deve fazer sempre que haja poucos carros a usar esse trajecto (menos de 15 mil por dia). É o que fazem outros países europeus.

O segundo erro foi prometer tudo a todos. Financiamento às empresas e gratuitidade às pessoas. Ora, somos nós, contribuintes, quem paga sempre. Pagamos em impostos e pagamos em portagens. O que é inaceitável é pagar duas vezes e não ter alternativa.

O terceiro erro, agora, é impor portagens contra o prometido e contra a evidência. Alguém encontra uma alternativa de atravessamento da região no Algarve, que não seja a Scut? Ou em algumas das auto-estradas do Norte? Ou nas circulares urbanas? Não há alternativa e não devia haver portagem sem alternativa razoável.

Depois destes três erros, temos agora o quarto, o da chantagem. O PS e o PSD negoceiam o tudo ou nada: para chegarem a acordo, portagem em todas as estradas, diz o PSD. E o PS agradece. Assim, parece que nem propôs nem quis esta solução, mas é a que mais convém às receitas orçamentais, e estamos no tempo do vale tudo.

Verifica-se assim uma velha lei da política portuguesa: as medidas do PS são péssimas, as medidas do PSD são péssimas, mas quando se juntam os dois é muito pior do que péssimo.


23 Junho, 2010.
Por Francisco Louçã.

quarta-feira, 23 de junho de 2010

O Soares das Milenas.


Em 2005, ganhou 5.188 euros por mês. Em 2009, o seu rendimento mensal médio foi de 110.061 euros. Nos cinco anos de governo Sócrates, o menino Rui Pedro Soares auferiu quase 5 milhões de euros! Consulte aqui o relatório e contas.

Assédio moral nas “Páginas Amarelas”.


Desde 2007, a empresa “Páginas Amarelas” persegue trabalhadores, para os obrigar a aceitarem o despedimento, nas condições impostas pela administração. O assédio moral faz disparar as baixas.
Ler em Esquerda.net .

Entrevista de Manuel Alegre, ontem, à SIC Notícias.


Tribunal solicita levantamento da imunidade de Sócrates.

O Parlamento recebeu um pedido de autorização do Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa para que o Primeiro-Ministro possa ser ouvido no âmbito dum processo judicial.
O pedido deu entrada na Comissão de Ética no passado dia 17 de Junho.
O Tribunal pede expressamente que José Sócrates seja autorizado a prestar depoimento num processo, devendo tratar-se do que envolve a jornalista Manuela Moura Guedes.
A ex-jornalista da TVI tem dois processos pendentes contra José Sócrates, o primeiro por difamação e o segundo na sequência da investigação do processo Face Oculta. A Comissão ainda não analisou o pedido do TIC e deve fazê-lo esta quarta-feira, altura em que tem reunião agendada.
Fonte: SIC.

A noite vai chegar.

.

terça-feira, 22 de junho de 2010

Qual é o nono país mais pobre da UE?


Dados provisórios do Eurostat indicam que Portugal é o nono país mais pobre da União Europeia e que os portugueses têm menos poder de compra do que os gregos, por exemplo.

Ler aqui .
.

O patronato unido jamais será vencido!

Os patrões portugueses conseguiram finalmente concretizar a criação de um órgão de cúpula que os representará a uma só vozAqueles que sempre olharam com desconfiança a unidade sindical (paradoxalmente um fenómeno próprio dos países mais evoluídos), decidem agora, num golpe de asa, adoptá-la às suas conveniências. Acontece que a unidade patronal apela a uma maior unidade dos trabalhadores. Eis como algo que era difícil pode revelar-se a prazo inevitável.
MB

domingo, 20 de junho de 2010

"É preciso morrer para continuar a viver".



.
Paulo Campos, Secretário de Estdo dos Transportes.

No dia 1 de Julho está previsto iniciar-se o pagamento de portagens em 3 scuts. Os condutores de veículos de matricula estrangeiras estão igualmente obrigados a tal. Mas de que forma, uma vez que não existem portagens físicas?

Muito simples:
1. são obrigados a ter um cartão de crédito «com conta bancária válida associada» e adquirir um sistema tipo via verde;
2. Mas se tal «não for possível», devem comprar um sistema/cartão de pré-carregamento;
3. A aquisição de tal sistema/cartão implica um pré-carregamento no valor mínimo de 50 euros para veículos ligeiros e de 100 para veículos pesados;
4. A tal valor será acrescida ainda uma caução para garantir a devolução do sistema à saída do país;
5. No momento da devolução, podem solicitar o reembolso da quantia não despendida e o valor da caução;
6. Todo este este sistema será objecto de regulamentação pela entidade SIEV S.A. O que até ao momento ainda sucedeu;
7. «A implementação técnica dos mecanismos» aguarda igualmente a publicação dos respectivos «regulamentos técnicos e de segurança necessários»;
8. Actualmente desconhece-se a existência de quaisquer dispositivos pré-pagos, apenas existe a via verde (o que obriga ao dito em 1);
9. Tais informações deveriam constar do site da SIEV, do qual se ignora a existência até ao momento.

Faltam 10 dias.
Gabriel Silva, in Blasfémias.
.


16 de Junho de 2010. O inconfundível Jorge lacão e o secretário de Estado das Finanças na interpelação do Bloco sobre política orçamental. Para mais tarde recordar.
.

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Reunião sobre habitação em Marvila ficou marcada pela ausência da Junta de Freguesia.


Decorreu ontem no Auditório Fernando Pessa, no Bairro da Flamenga, a 1.ª reunião com a vereadora municipal, arqtª Helena Roseta, sobre os problemas da habitação social em Marvila. O debate não contou com a presença de qualquer representante da Junta.

Durante a reunião foram abordados diversos problemas dos moradores dos bairros da Flamenga e do Armador, que foram objecto de posterior análise e resposta. A participação da população foi grande, mas a Junta de Freguesia não se fez representar por qualquer elemento no auditório. Por conseguinte, as questões relativas à manutenção do espaço público e equipamento destes bairros, que reclamavam uma intervenção do seu responsável, ficaram por responder. 

Próximas reuniões: 
- dia 24 de Junho, Bairro do Condado, Igreja de St.ª Beatriz;
dia 05 de Julho, Bairro dos Alfinetes, Escola 2+3.
.

"Eu acho que nós estamos cansados. Como portugueses, estamos cansados de viver. Se calhar, a nossa missão histórica acabou"[entrevista ao Público, 2006].

Ler mais aqui .
.

Pelotão de fuzilamento executa preso no estado do Utah, EUA.

Ronnie Lee Gardner, de 49 anos, foi declarado morto à meia-noite e vinte minutos locais (07h20 em Portugal) numa prisão estadual de Draper, nos subúrbios de Salt Lake City. Passara os últimos 25 anos no corredor da morte, após ter sido condenado em 1985 por ter morto a tiro o advogado Michael Burdell durante uma violenta tentativa de fuga de um tribunal onde estava a ser julgado por um outro homicídio, cometido um ano antes contra o empregado de bar Melvyn Otterstrom.

Com o aproximar da hora da execução, Gardner foi atado a uma cadeira de metal e encapuzado, um alvo colocado sobre o peito. Os cinco executores colocaram-se à sua frente e focaram as miras das suas espingardas de calibre 30 – um deles, sem que qualquer um saiba qual, tinha apenas cartuchos vazios, deixando para todos a dúvida sobre qual disparou o tiro que matou o condenado.

Ler mais aqui .
.


"Os senhores não estão a ser sérios no combate a esta crise e nas escolhas políticas que fazem". Intervenção de Ana Drago dirigida à bancada do PS. A deputada do Bloco acusou ainda o governo de atacar os pobres e proteger quem nos trouxe a esta crise.

Carvalho da Silva: "Vivemos o maior roubo organizado da história da humanidade"


O secretário-geral da CGTP-IN, Carvalho da Silva, afirmou hoje, no Barreiro, que se assiste ao «maior roubo organizado da história da humanidade», considerando que «o dinheiro de todos foi mobilizado para colmatar as dívidas dos privados»

«O que se expressou de há dois anos para trás foi uma identificação dessas dívidas e para colmatar as dívidas privadas foi mobilizado o dinheiro de nós todos. A segunda fase da operação foi transferir essas dívidas para os orçamentos do Estado», acrescentou.

Carvalho da Silva considerou que o governo «elimina o direito de subsídio de desemprego direito de protecção social» para depois «apresentarem propostas precárias e dizerem que é melhor do que não ter nada».

O sindicalista defendeu que são necessárias «grandes roturas e mudanças», apelando à participação dos mais jovens.

«A participação vai ser decisiva e os mais jovens vão ser a pedra de toque da mudança», defendeu.
Fonte: Sol.
.

Mc Snake: Polícia acusado de homicídio qualificado.


A revista Sábado teve acesso à acusação do Ministério Público que descreve o que aconteceu na madrugada de 15 de Março a partir da versão dos agentes.

A acusação diz que a carrinha que transportava os agentes da PSP ultrapassou o carro onde seguia Nuno Rodrigues e imobilizou-se mais à frente, saindo os três agentes pela porta traseira. Ainda segundo a versão policial, o rapper terá dado meia volta e o agente Nuno Moreira terá corrido atrás do Lancia Y10 e disparou contra o carro a poucos metros de distância, matando o condutor e fazendo o carro embater contra um muro.

Quando contactaram o INEM pela primeira vez, os agentes não informaram que havia um ferido atingido a tiro, tendo mencionado apenas um "acidente de viação", diz ainda a revista Sábado.

Ler notícia aqui .
.

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Imagens que fizeram historia (IX)

Em 1962 num episódio que ficou conhecido como El Portenazo, o governo Venezuelano reprimiu violentamente os insurrectos.
A imagem do capelão Luís Maria Padilla sustendo nos seus braços um soldado ferido, enquanto este se alçava e dizia "ajude-me padrezinho", antes de ser novamente ferido pelas balas, correu o mundo inteiro e acabou por  ganhar o prémio Pulitzer e World Press Photo na menção de fotoperiodismo.

A ficção chega a ser menos cruel do que a realidade.




.

terça-feira, 15 de junho de 2010

Fernando Rosas fala sobre Mao

Ouça aqui a conferência do historiador Fernando Rosas sobre Mao Zedong, integrada no ciclo "Pensar os Pensadores do Socialismo", organizado pela CULTRA, e que decorreu na Livraria Ler Devagar / Lx Factory, no passado dia 8 de Junho.

domingo, 13 de junho de 2010

Alfama vence Marchas Populares

 
Elementos da Marcha de Marvila a treinar

Marvila ficou em segundo e o Bairro da Bica arrecadou o terceiro prémio na edição 2010. 

sábado, 12 de junho de 2010

Marcha de Marvila

No pavilhão atlântico Marvila e Bica foram as marchas mais aplaudidas 


Resta agora aguardar pelo resultado



sexta-feira, 11 de junho de 2010

Relatório PT/TVI: Primeiro-ministro mentiu ao Parlamento


Principal conclusão do relatório do deputado João Semedo: José Sócrates mentiu ao Parlamento quando disse desconhecer o negócio PT/TVI. No dia do debate parlamentar o primeiro ministro e o governo já conheciam o processo de negociações em curso [ver Público].

Imagens que fizeram historia (VIII)

Tich Quang Duc, nascido em 1897, foi um monge Budista vietnamita (também chamados de Bonzos) que se imolou até morrer numa rua muito transitada de Saigão em 11 Junho de 1963. O seu acto de imulação, que foi repetido por outros monges Budistas foi o mais relembrado, dado quie foi registado pelo fotografo David Halberstam. Enquanto o seu corpo ardia o monge Budista manteve-se completamente imovel.. Não gritou, nem sequer esboçou um ruido.. Tich Quang Duc estava a protestar contra a maneira com que a administração oprimia a religião Budista no seu País. Após a sua morte o seu corpo foi cremado conforme a tradição Budista. Durante a cremação o seu coração manteve-se intacto, pelo que foi considerado como santo e o seu coração foi trasladado para os cuidados do banco de reserva do Vietnam como reliquia.
Esta é a origem da expressão "sacrificar-se a si proprio", que ao invés do que se pensa não se refere à forma de acabar com a vida, mas sim à forma de acabar com a vida como forma de protesto politico.

A propósito de desigualdade

A propósito do discurso de ontem de Cavaco Silva, no qual o mesmo faz apelo à coesão e à “repartição justa dos sacrifícios”, convém não esquecer o que foi a economia politica do cavaquismo (ver aqui), uma governação que, tanto quanto se sabe, conviveu bem com a manutenção de elevadas taxas de pobreza e com um assinalável aumento das desigualdades de rendimentos. No que concerne à desigualdade social este senhor pode dar cartas.
MB  
.

quinta-feira, 10 de junho de 2010

quarta-feira, 9 de junho de 2010

O crime compensa

No modelo capitalista deste  mundo, em que qualquer terrorista anónimo, vindo de qualquer parte do planeta, pode apostar e enriquecer nos mercados (bolsa) e depois  canalizar milhões dessas receitas para financiar de novo o terrorismo, é fácil perceber porque continua a existir  uma Alqaeda forte  e acima de tudo um mundo extraordinariamente injusto.

Secretário-geral da CGTP anuncia dia de protesto a 8 de Julho

.

Lei de Murphy vai passar a chamar-se Lei de Sócrates

A lei de Murphy diz: Se Alguma coisa pode correr mal
(ver até ao fim)
http://ww1.rtp.pt/wportal/acessibilidades/legendagem/pecas.php?data=2010-02-06&fic=jornal2_1_20100206&peca=15&tvprog=16478

correrá mal de certeza!
http://diario.iol.pt/sociedade/tvi24-escola-encerrar-lamego-microsoft-inovadora/1168200-4071.html

CIP quer prolongar contratos a prazo


Patrões querem ter a possibilidade de contratar a prazo por um período superior aos três anos actualmente permitidos pelo Código do Trabalho. 

A Confederação da Indústria Portuguesa (CIP) aproveitou a boleia das declarações do comissário europeu Olli Rehn – que defendeu novas “reformas estruturais” em Portugal, com prioridade ao mercado de trabalho –, e saiu a campo a defender o prolongamento dos contratos a prazo.

António Saraiva, presidente da entidade, disse ao Diário Económico que as empresas deveriam ter a possibilidade de contratar a prazo por um período superior aos três anos actualmente permitido pelo Código do Trabalho. Pelo código, os contratos a prazo, de três anos, podem ser renovados três vezes antes que o trabalhador passe a efectivo.

Para António Saraiva, o prolongamento do prazo levaria os patrões a arriscar mais a contratar novos trabalhadores.

O ministro das Finanças, Teixeira dos Santos, abriu a porta a novas mudanças, admitindo ser necessário “aprofundar os mecanismos de flexibilização que já foram instituídos”.

Segundo António Chora, da comissão de trabalhadores da Autoeuropa, “O patronato nunca vai ficar satisfeito até se chegar ao sistema norte-americano de poder despedir um trabalhador a qualquer momento”.
Fonte: Esquerda.net
.

bloco de Esquerda colocou 6 perguntas ao governo sobre os bairros dos Lóios e Amendoeiras

Atendendo ao exposto, e ao abrigo das disposições constitucionais e regimentais aplicáveis, o Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda vem por este meio dirigir ao Governo, através do Ministério do Ambiente e Ordenamento do Território, as seguintes perguntas:

1. Tendo em conta que os moradores do Bairro das Amendoeiras têm assegurado a manutenção dos fogos habitacionais da propriedade do IHRU e têm evitado a sua delapidação, como justifica o Ministério que esteja a ser imputado aos moradores o pagamento parcial das obras de beneficiação, inclusive as referentes aos espaços comuns, que o IHRU se propõe a realizar?

2. Porque razão não foi anunciado previamente o pagamento parcial, por parte dos moradores, das obras de beneficiação do Bairro das Amendoeiras?

3. Porque razão não é tido em conta no cálculo do valor de venda dos fogos o regime de excepcionalidade consagrado no n.º 3 do artigo 4.º do Decreto-Lei n.º 329-A/2000, de 22 de Dezembro, e que prevê que «para os fogos dos prédios construídos ou adquiridos para fins habitacionais pelo Estado e seus organismos autónomos, institutos públicos e autarquias locais e pelas instituições particulares de solidariedade social com o apoio financeiro do Estado, que tenham sido ou venham a ser vendidos aos respectivos moradores e estejam sujeitos ao regime de renda condicionada, o preço da construção de habitação por metro quadrado será de 0,8 dos valores» fixados na Portaria criada para o efeito?

4. O Ministério confirma a existência de anomalias na avaliação dos fogos, nomeadamente no que respeita à consideração da classificação dos prédios, ao coeficiente de vetustez, aos coeficientes de conservação atribuídos, ou aos próprios relatórios técnicos que serviram de base ao processo de avaliação dos fogos? Se sim, quais as anomalias detectadas?

5. Considera o Ministério estarem a ser penalizados os moradores que já realizaram beneficiações nas suas habitações, na medida em que vêem agora as suas prestações inflacionadas?

6. Está o Ministério disposto a rever as propostas de venda apresentadas aos moradores?

terça-feira, 8 de junho de 2010

CONVITE


Hoje, na livraria Ler Devagar/Lx Factory (Alcântara).
Conferência de Fernando Rosas sobre Mao Tsé-Tung, a terminar este ciclo «Pensar os Pensadores do Socialismo». Transmissão online em Esquerda.net (ver link neste blog).
.

Ou és bronco ou tens memória curta ou pensas que somos estúpidos

 

Ainda a propósito da recente polémica entre o ministro Vieira da Silva e Cavaco Silva relativa ao apelo para que não gozemos férias no estrangeiro há que lembrar que o anterior executivo afectou a módica quantia de 4 milhões de euros à dita causa da promoção interna de Portugal enquanto destino turístico. Esta campanha levou o anterior ministro Manuel Pinho a transformar a Praça de Espanha num belíssimo prado de vacas (algo premonitório para o que lhe viria a suceder). Uma campanha de 4 milhões de euros que os seus autores preferem agora ignorar. Mas que nós lembramos aqui. 
MB 
.

CML admite suspender aplicação do regime de renda apoiada

De acordo com a imprensa de hoje, a vereadora da Habitação na Câmara de Lisboa, Helena Roseta, admite suspender a aplicação do regime de renda apoiada às cedências precárias na habitação municipal até que sejam corrigidas as injustiças que têm sido apontadas ao programa. Este facto poderá constar do documento divulgado ontem aos vereadores durante a reunião de Câmara, no qual figuram as principais prioridades do pelouro para os próximos seis meses.
Fonte: Diário de Notícias.
.

Exclusão e Serviços públicos nas jornadas parlamentares

O debate sobre as respostas sociais à crise e a visita a uma freguesia de Monção ameaçada pelo encerramento dos CTT marcaram o segundo dia das jornadas parlamentares do Bloco em Viana do Castelo.

Ver aqui.
.

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Desorientação total ou como uma das escolas mais avançadas e inovadoras do mundo (prémio microsoft) vai ser encerrada

ESTA ESCOLA VAI SER ENCERRADA


Consumado o primeiro casamento entre pessoas do mesmo sexo em Portugal.
.
.
Petição pelo fim da acumulação de pensões e salários


Cerca de 3.000 pessoas já assinaram a petição à Assembleia da República para acabar com a acumulação de pensões e salários. 

É uma injustiça flagrante e ainda mais em tempos de crise! Quem está no activo e recebe o ordenado correspondente não deve receber qualquer pensão de reforma ou de aposentação, em particular quando pensão e vencimento ultrapassem o valor de três salários mínimos. Estas devem ser reservadas para quem estiver fora do serviço activo, em funções públicas ou privadas.
O exêmplo deve vir de cima. A título dse exêmplo, o actual presidente da República recebe três reformas, além do ordenado de presidente. Na mesma situação estão muitos ex-ministros, deputados e autarcas, que continuam em funções públicas e privadas, a acumular salários e pensões de reforma, em prejuízo do sistema de segurança social, deste modo reduzindo os postos de trabalho para os jovens.  
Num momento em que se discute a redução do subsídio de desemprego e de outras prestações sociais, é estranho mas significativo que os nossos políticos ainda se não tenham lembrado de moralizar o sistema e terminar com a acumulação imoral de pensões e salários. 

Assina a petição aqui .  
.

Fome. Para que não se pense que só calha aos outros - imagens que fizeram historia (VII)

Segundo numeros do Programa Alimentar Mundial, nos países desenvolvidos, morrem, a cada ano, 10,9 milhões de crianças com menos de 5 anos. Subnutrição e doenças relacionadas com a fome causam 60% das mortes.
Mas, esta imagem relata-nos uma realidade ainda mais grave que se verifica nos países subdesenvolvidos onde a cada 6 segundos morre uma pessoa de fome.
A imagem é do genial fotógrafo Sudanes Kevin Carter e ganhou o prémio Pulitzer com a fotografia tirada na região de Avod (pequena aldeia do Sudão) e que correu o mundo inteiro.
Nela se vê uma figura esquelética de uma criança, totalmente desnutrida, recostando-se sobre a terra, esgotada pela fome e prestes a morrer. Em segundo plano a figura negra de um abutre que se encontra parado e esperando o momento preciso da morte da pequena. Quatro meses depois o fotografo Kevim Carter pôs termo à sua vida suicidando-se.
Esta é mais uma imagem da serie de 13 que temos apresentado no blog, sob o título "imagens que fizeram historia".

domingo, 6 de junho de 2010

Um Jardim (digno desse nome) em Marvila

Rotunda da Portela recuperada

Marvila é a segunda maior freguesia de Lisboa em extensão. Têm imensos baldios e espaços abandonados, têm alguns espaços verdes (relva) e alguns parques, mas um jardim grande, com variadas e bonitas  flores  tal como existe em muitas cidades ou vilas do nosso país e que ajude a embelezar a imagem  da  nossa Freguesia  não tem  nem um único. Aquilo que mais se pode aproximar de um jardim em Marvila está no Poço do Bispo mas é manifestamente pequeno e descentralizado.
Na ultima Assembleia de Freguesia o Bloco de Esquerda apresentou  uma proposta para que a junta em conjunto com a C.M. Lisboa colaborassem no sentido de trazer um jardim repleto de flores bonitas para a freguesia.
Espante-se
A BANCADA DO PARTIDO SOCIALISTA VEIO LOGO A CORRER CHUMBAR A PROPOSTA..

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Hungria admite bancarrota

O porta-voz do primeiro-ministro da Hungria disse que “não é nenhum exagero” falar em bancarrota do país. As bolsas europeias caíram e a de Nova Iorque também abriu em queda. A Ucrânia pede ajuda ao FMI.

ver mais aqui .
.

European fires from Spam Cartoon on Vimeo.
"E portanto, caros estudantes, esta é a fórmula que levará a nossa economia ao crescimento". 
Esta foi a semana em que o Bloco Central aprovou as novas medidas de austeridade, apesar de haverem alternativas plenamente exequíveis, menos "recessivas" e indiscutivelmente mais justas - veja-se a este propósito o insuspeito artigo de RPM em Ladrões de BicicletasPobretes mas, ao menos, alegretes! 
MB

.
O que seria de nós sem o nosso 


Através do despacho  (extracto) n.º 9405/2010 do Presidente do Conselho Directivo do Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade Técnica de Lisboa, Professor João Duque, publicado no Diário da República, II Série, n.º 107, de 2 de Junho, ficamos a saber que o senhor  Eduardo de Almeida Catroga foi recentemente contratado (leia-se "por conveniência urgente de serviço" (sic)), em regime de contrato administrativo de provimento, para o exercício das funções de Professor Catedrático Convidado "a tempo parcial 0 %" (sic), além do quadro daquele Instituto e com efeitos a partir de 1 de Setembro de 2008.

Em tempo de crise um empregozinho em regime de "part-time 0%" é um achado! Pena é tratar-se dum contrato precário como o de provimento mas é a tal questão da rigidez da lei laboral! Esperemos que findo o período experimental se aguente ... Ah!, mas não é que o contrato retroage a setembro de 2008! 
,