segunda-feira, 30 de agosto de 2010

IRLANTIDA

O País que costumava ser apontado pelo capitalismo como um caso de sucesso paradigmático (a par da Islândia) e que detinha a pomposa alcunha  de Tigre Celta da economia encontra-se agora em risco considerável de vir a ser uma espécie  de nova Atlantida da Europa, pois as hipóteses de incumprimento da sua divida por má gestão politica dispararam para níveis preocupantes,  levando a que  as agências baixassem o rating da Ilha para categorias  pouco animadoras e como se não bastasse colocaram a mesma  em outlook negativo..
A Irlanda entra agora nos cuidados intensivos , possui  neste momento um dos maiores deficites do mundo (alguns analistas prevêem que ultrapasse os 20% deficit em 2010) além de ter uma das maiores taxas de desemprego da Europa 13%. A divida Publica já passa em muito os 100% do PIB e o peso das exportações   é manifestamente insuficiente.
É por esta situação que a Irlanda se encontra no top 10 dos países com maior risco de incumprimento do mundo (Portugal acabou de entrar novamente para tão "prestigiado" top. Vide semelhanças nos indicadores).
A Irlanda está nos cuidados intensivos  e o problema é que   nos cuidados intensivos o risco dos que lá estão de serem contagiados é maior, sobretudo nos mais frágeis como é o  caso de Portugal.
No fundo, se  a Irlanda, tal como a Grécia afundasse nós afundaria-mos também.
Rezemos então para que as agências de rating venham a ser um pouco benevolentes para com esta Ilha à beira do abismo   nos próximos tempos, (coisa pouco provável), é que  desse modo poderemos continuar entretidos  com a nossa tão apreciada  fanfarronice politica praticada pelo  centrão e a empurrar  os problemas do País com a barriga.. até que a Irlantida um dia faça knock knock à nossa porta e nos convide de uma forma muito doce a irmos para junto dela, lá bem no fundo... do mar.


Sem comentarios


O site de desporto do Diario de Noticias é patrocionado pelo Instituto do Desporto de Portugal (IDP)..
Ontem dia 30 de Agosto o Site dava conta a todos os  internautas e praticamente em primeira mão de que o "despedimento (de Carlos Queiroz) estava à vista"... e  de que "a Autoridade Antidopagem de Portugal (em ultima instância ligada ao governo através do  IDP ) "Suspendeu o  Seleccionador de Portugal   por 6 meses".
O mais estranho é que Carlos Queiroz, depois disso,  já veio dizer que "não tinha ainda  recebido por parte de nenhum organismo oficial qualquer informação de suspensão"..
Tudo muito estranho

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Presidenciais


No dia 11 de Setembro, em Lisboa, será realizada uma reunião geral da candidatura de Manuel Alegre, para a qual serão convocados os mandatários e coordenadores nacionais e distritais da campanha. A parte final da reunião será aberta aos apoiantes, com uma intervenção de Manuel Alegre e de alguns dos seus mandatários. O local da reunião será oportunamente divulgado.

Novos helicópteros metem água

Vários helicópteros novos e altamente sofisticados parados por falta de peças; Recuperação de antigos helicópteros que já estavam no estaleiro para compensar (e que na realidade mostraram estar bastante aptos); Inexistência  das peças para manutenção dos novos; Falta de manutenção da entidade responsável; Avarias ao levantar nos helicópteros que são dos  mais avançados do mundo, etc. são algumas das vergonhosas situações verificadas com a aquisição dos 12 aparelhos  (apenas  6 destes estão capazes e no activo) por parte de Paulo Portas quando fez parte do governo. Se a isso juntarmos toda a problemática de custos atribuída à aquisição dos submarinos, teremos  forçosamente de colocar a seguinte questão:
Afinal o que está por trás de tudo isto?

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

A bater no fundo

Alemanha, País fustigado e arrasado por uma guerra mundial, chega ao início deste século a dar lições de governação e a puxar pela economia europeia. Hoje, com um PIB, em período de crise, a crescer acima dos 2% ao ano vê agora a taxa de desemprego cair para níveis da década de 90.. Um dos pib´s mais altos da Europa com uma das taxas de desemprego mais baixas da Europa.
Forma da economia: Qualificação;bons salários; exportações de qualidade e valor acrescentado para todo o mundo.
E nós?
Somos do clube dos pigs, e temos a politica dos baixos salários e da exploração da mão-de-obra barata (onde um ministro vai à china gabar-se da mão de obra barata que são os portugueses). Temos a maior descrepancia entre os que mais ganham e os que menos ganham, chegando ao ponto de o administrador do banco de portugal ganhar estratosfericamente mais que O presidente da maior economia do mundo Barack Obama, ou muito mais que o presidente da reserva federal americana. E este é apenas um dos casos.
O resultado está à vista:
Ao contrário do paradigma económico alemão, Portugal com a sua estratégia de miséria e baixos salários tem arrastado o País para um dos maiores défices que há memória e uma das maiores taxas de desemprego das ultimas décadas. A situação é explosiva.
Ao contrário da super Alemanha, Portugal está prestes a bater no fundo e  isso devemos  agradecer inequivocamente ao centrão e aos seus "patrióticos" politicos..
País ao fundo, fanfarrões ao alto.

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Está de férias?, então têm que vir jantar a Marvila.. Imperdivel


Há um novo restaurante para lá de Santa Apolónia, que tem tanto de comida como de imaginação... 
"Esta é a nossa ideia. Queríamos criar um restaurante que contasse histórias. Um sítio de portas e janelas abertas..."

Restaurante ENTRA
 


                                                             O balcão

Toda a reportagem sobre este restaurante aqui  na TIME OUT

e ainda 

   AQUI:
e AQUI:


segunda-feira, 16 de agosto de 2010

É Português?. Sim. Mas... quem poderá ser?


 Frequentou a escola pública em Lisboa no Liceu Padre António Vieira (prémio Sagres para os melhores alunos do país), o Instituto Superior de Economia (prémio Banco de Portugal para o melhor aluno de economia), onde ainda fez o mestrado (prémio JNICT para o melhor aluno) e onde concluiu o doutoramento em 1996. Em 1999 fez as provas de agregação (aprovação por unanimidade) e em 2004 venceu o concurso para Professor Associado, ainda por unanimidade do júri. Aprovado no concurso para Professor Catedrático em 2009, no ISEG (Universidade Técnica de Lisboa), onde tem continuado a dar aulas e onde participa num dos centros de investigação científica (Unidade de Estudos sobre a Complexidade na Economia).
Recebeu em 1999 o prémio da History of Economics Association para o melhor artigo publicado em revista científica internacional.
É membro da American Association of Economists e de outras associações internacionais, tendo tido posições de direcção em algumas; membro do conselho editorial de revistas científicas em Inglaterra, Brasil e Portugal; “referee” para algumas das principais revistas científicas internacionais (American Economic Review, Economic Journal, Journal of Economic Literature, Cambridge Journal of Economics, Metroeconomica, History of Political Economy, Journal of Evolutionary Economics, etc.). Foi professor visitante na Universidade de Utrecht e apresentou conferências nos EUA, Inglaterra, França, Itália, Grécia, Brasil, Venezuela, Noruega, Alemanha, Suíça, Polónia, Holanda, Dinamarca, Espanha.

Publicou artigos em revistas internacionais de referência em economia e física teórica e é um dos economistas portugueses com mais livros e artigos publicados (traduções em inglês, francês, alemão, italiano, russo, turco, espanhol, japonês).

Livros de Economia Publicados

* Turbulence in Economics (edição Edward Elgar, Inglaterra e EUA, 1997), traduzido como Turbulência na Economia (edição Afrontamento, 1997)
* The Foundations of Long Wave Theory, com Jan Reinjders, da Universidade de Utrecht (edição Elgar, 1999), dois volumes
* Perspectives on Complexity in Economics, editor, 1999 (Lisboa: UECE-ISEG)
* Is Economics an Evolutionary Science?, com Mark Perlman, Universidade de Pittsburgh (edição Elgar, 2000)
* Coisas da Mecânica Misteriosa (Afrontamento, 1999)
* Introdução à Macroeconomia, com João Ferreira do Amaral, G. Caetano, S. Santos, E. Fontainha (Escolar Editora, 2002)
* As Time Goes By, com Chris Freeman (2001 e 2002, Oxford University Press, Inglaterra e EUA); já traduzido para português (Ciclos e Crises no Capitalismo Global - Das revoluções industriais à revolução da informação, edições Afrontamento, 2004) e chinês (Edições Universitárias de Pequim, 2005) e russo (Edições Universitárias da Ucrânia).
* The Years of High Econometrics, publicado em Londres e Nova Iorque pela Routledge em 2007
* Economia(s), com José Castro Caldas (Universidade de Coimbra), em 2009 pela Afrontamento

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

"Está-se a reduzir o Mundo a uma bolsa, a um mercado de capitais e isso é muito redutor para a própria condição humana"

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Está aberta a campanha para a reeleição de Sarkozy.

Como é fácil superar os testes de stress!



"Três milhões de euros por dia. Foi este o lucro líquido registado pelos três maiores bancos privados portugueses no primeiro semestre do ano, num contexto de crise que levou a banca a apertar as condições de acesso ao crédito às empresas e famílias (ver texto ao lado). No total, BCP, BES e BPI arrecadaram, nos primeiros seis meses, 544,9 milhões de euros, mais 62,2 milhões do que no mesmo período de 2009. Em contrapartida, os impostos pagos corresponderam a um terço do valor pago no primeiro semestre de 2009: 33,8 milhões de euros contra 108,6 milhões há um ano. Ou seja, pouco mais de 6% dos lucros registados." (DN, 29/07/2010)
Via Attac.

Lembras-te das parecerias público-privadas?


"Os argumentos de Passos Coelho são aparentemente sedutores mas não resistem à análise económica nem à análise política. Os liberais e a saúde" (António Correia de Campos, artigo publicado no jornal Público).

Apenas duas perguntas: Quais foram as suas responsabilidades neste sector nos últimos anos? Achas que somos todos parvos?